quinta-feira, 28 de abril de 2011

O AMOR DE TRÊS MANEIRAS

No Grego antigo tem três palavras distintas para o amor: 
Eros,  philos, e ágape.



  • O érōs de Eros (ἔρως) significa a palavra grega moderna “ erotas ” com a sua significante de “o amor (romântico)”. Entretanto, o Eros não tem que ser de natureza sexual. O Eros pode ser interpretado como um amor para alguém que você ama mais do que o amor de Philos da amizade. Pode também aplicar-se a datar relacionamentos bem como a união.Platão refinada a sua própria definição. Embora o eros seja sentido inicialmente para uma pessoa, com contemplação transforma-se numa apreciação da beleza dentro dessa pessoa, ou transforma-se mesmo a apreciação da beleza própria.
  • philos de Philia (φιλία), amizade no grego moderno, um amor virtuoso desapaixonado, era um conceito desenvolvido por Aristóteles. Inclui a lealdade aos amigos, à família, e à comunidade, e requer a virtude, a igualdade e a familiaridade. Em textos antigos, a philia denota um tipo de amor global, usado como amor entre a família, entre amigos, um desejo ou a apreciação de uma atividade, bem como entre amantes. Este é o única outra palavra para o “amor” usada nos textos antigos dos Novo Testamento além de ágape, mas uniforme é usado substancialmente menos.
  • agápē de Ágape (ἀγάπη) significa o “amor” no grego moderno atual. O s'agapo do termo significa “eu te amo” em grego. A palavra ” agapo “ vem do vocábulo “amor”. No grego antigo se refere frequentemente a uma afeição mais ampla do que à atração sugerida pelo ” eros “; o agape é usado em textos antigos para designar sentimentos como uma refeição boa, a afeição de uma criança, e os sentimentos não carnais entre os os cônjuges. Pode ser descrito como o sentimento de estar satisfeito ou de se ter em consideração elevada. O verbo aparece no Novo Testamento que descreve, entre outras coisas, o relacionamento entre Jesus e os seu discípulo amado. Na literatura bíblica, seus significados são ilustrados como auto-sacrifício, dando o amor a todos -- amigo e inimigo. Em Mateus 22:39 é usado, “ame seu vizinho como a si mesmo,” e em João 15:12, “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.” e em João 4:8, “Deus é amor.” 
                


                        Segundo o "LÉXICO DO NOVO TESTAMENTO
GREGO / PORTUGUÊS
F. Wilbur Gingrich
Revisado por
Frederick W. Danker
Tradução de
Júlio Ρ. Τ. Zabatiero"


αγαπάω amar, ter afeição por, gostar—1.
de pessoas: Deus Jo 3.16; Jesus, Mc
10.21; pessoas humanas 2 Co 12.15.
Amar, querer bem "adorar", mostrar-se
solícito, a mais típica e excelente virtude
cristã (mais freqüente e tipicamente cristã
do que φιλέω, mas, prov., equivalente
a ele em Jo 21.15-17). Provar ou mostraramorio
13.1; 1 Jo3.18.—2. do amor
a coisas: amar, ansiar, valorizar, ter em
alta estima Lc 11.43; Jo 12.43; 2 Tm 4.8.


αγάπη, ης, ή — I . amor, afeição, estima a
mais sublime virtude cristã 1 Co 13.13;
Gl 5.22—1. mútuo entre Deus e Cristo,
Jo 15.10; 17.26, de Deus ou Cristo aos
homens Rm 5.8, etc. A essência de Deus
1 Jo 4.8, 16.—2. de homens, a Deus ou
Cristo, Jo 5.42; ou a outras pessoas 2 Co
8.7. —3. como uma qualidade abstrata
Rm 13.10; 1 Co 8.1; 13.1-3 (sendo o sentido
determinado mais amplamente pelo
contexto da passagem).—II. uma festa de
amor, uma refeição comunitária da Igreja
Primitiva, Jd 12; 2 Pe 2. 13, v.l.


φιλία, ας, ή amizade, amor Tg 4.4.*


φιλέω—1. amar; ter afeição por, gostar Mt
6.5; 10.37; 23.6; Lc 20.46; Jo 5.20; 11.3,
36; 12.25; 15.19; 16.27; 20.2; 21.15-17
(ver αγαπάω 1); 1 Co 16.22; Tt 3.15; Ap
3.19; 22.15.—2. beijar Mt 26.48; Mc
14.44; Lc 22.47.* [ver φίλος]



φίλος, η, ov—1. adj. devotado At
19.31.—2. subst. —a. ό φίλος ο amigo
Mt 11.19; Lc 7.6; 11.6, 8; 16.9; 21.16;
23.12; Jo 15.13-15; At 10.24; 27.3; Tg
2.23 4.4; 3 Jo 15.—b. ή φίλη α amiga Lc
15.9. \fil-, prefixo de várias palavras, e.g.
filósofo, filarmônica]

       Pesquise mais sobre o assunto e poste aqui sua opinião.